A morte do autor. Um die-cut emerge do livro Os Sertões, de Euclides da Cunha, a partir de um exemplar com as rasuras, sublinhados e anotações de um leitor especial, o homem que o matou, o militar Dilermando de Assis

Autores/as

  • Cristiane Costa Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil

Palabras clave:

Marginália, Die-cut, Literatura brasileira, Euclides da Cunha, Guerra de Canudos

Resumen

By literally realizing the metaphor proposed by Roland Barthes about the author's death, the marginalia of the man who killed the author of one of the greatest masterpieces of Brazilian literature, Os Sertões: Campanha de Canudos, creates a book within the book, establishing an unlikely dialogue between the writer Euclides da Cunha and his reader Dilermando de Assis.

Publicado

2021-12-28 — Actualizado el 2021-12-30

Versiones

Cómo citar

Costa, C. «A Morte Do Autor. Um Die-Cut Emerge Do Livro Os Sertões, De Euclides Da Cunha, a Partir De Um Exemplar Com As Rasuras, Sublinhados E anotações De Um Leitor Especial, O Homem Que O Matou, O Militar Dilermando De Assis». 2021. Tenso Diagonal, n.º 12, diciembre de 2021, pp. 82 -99, https://tensodiagonal.org/index.php/tensodiagonal/article/view/338.

Número

Sección

Territorios Usurpados - artículos